a versão 2 do naPraia... o original começou em http://napraia.blogs.ca.ua.pt
pesquisar neste blog
posts recentes

E com este são 10.000 posts :)

SAPO Campus: uma experiência em desenvolvimento (resumo)

Quem é que na UA conhece o Sapo Campus UA?

"Where we go from here?"

Sapo Campus Escolas: Apresentação de conceito

Videojogos em LabMM 3/NTC/UA

Avaliação: 150 itens por aluno?

E se publicar um post significar alguma coisa para alguém?

Aveiro By Water video

Facebook: like + dislike = ?

arquivos

Fevereiro 2013

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Quinta-feira, 26 de Julho de 2007
e-Justice Centre - Second Life
ejustice27.jpg
Amanhã é a inauguração da primeira ilha vizinha da Universidade de Aveiro!

Mais notícias sobre este projecto podem ser consultadas aqui e aqui.

Podem seguir o lançamento do projecto dentro do Second Life. Estamos a contar (mas já sabem como estas coisas por vezes pregam algumas partidas...) conseguir difundir a sessão de apresentação através de streaming de vídeo, directamente para a sala 1 do e-Justice Centre e, se se justificar, também para a ilha da UA.

Do que leram o que acham das pertinência do projecto? Das vossas experiências no SL já passaram por situações que possam justificar a abertura de um processo neste Centro de Arbitragem virtual?
tags:

publicado por carlossantos às 22:16

8

De Gwyn's Home a 27 de Julho de 2007 às 03:12
Portuguese Ministry of Justice launches mediation and arbitration centre in Second Life

Press release

In a ceremony to be held in the Senate Room of the University of Aveiro, the Portuguese Ministry of Justice, in cooperation with the University of Aveiro and the Faculty of Law of the Lisbon New University, will today launch an ‘e-Just...


De Catarina Reis a 27 de Julho de 2007 às 14:09
com direito a entrevista no telejornal da RTP1 e tudo!
;) sim Senhor!...


De mónica a 27 de Julho de 2007 às 14:20
Estive à espera até às 13h30, frente ao televisor... e nada :(

Vou ver se colocam no site da RTP. Bom trabalho, rapazes :P


De mónica a 27 de Julho de 2007 às 15:21
Pelo que entendi da reportagem e das notícias do Sol e do UaOnline, o e-justice center será um centro de mediação para avatars. Resolvendo problemas entre avatars, problemas do SL e não uma espécie de Simplex para a realidade (uma forma aliviar a justiça), certo?

Não quero ser demasiado crítica, até porque o Center está lindíssimo e o conceito é demasiado interessante para ser ignorado. Mas... os avatars não têm personalidade jurúdica (creio). Os conflitos que serão - pelo que entendi - resolvidos neste centro não terão a ver com, por ex., negócios efectuados no SL, com compra e venda de propriedades.
Estaremos perante uma espécie de "juiz decide" no mundo virtual?

Como plataforma de treino/simulador para futuros advogados, entendo. Como ponto de consulta on-line para problemas reais, centro de aconselhamento, também. Agora, para resolver problemas entre avatars... fará sentido?


De csantos a 27 de Julho de 2007 às 15:39
Os Centros de Arbitragem não fazem sentido na vida real? Será que alguns conflitos dentro do SL não podem ser resolvidos através de um processo de mediação ou arbitragem?


De mónica a 27 de Julho de 2007 às 16:10
*devidamente autorizada, mónica prossegue*

Não é isso.
Claro que um centro de mediação faz sempre sentido. Entendo que eu e a Olga, por exemplo, que tenhamos um problema na RL, recorramos - via mieke e Ocacao - ao SL para, junto de quem sabe de leis, resolver esse problema. Consultar. Receber apoio. Neste sentido, o Center poderá ser a solução ideal, sem termos que recorrer a telefonemas, advogados, etc. E é (será?) mais barato que na RL.
Agora... conflitos no SL? Entre a mieke e a Ocacao? Conflitos que não tenham a ver com transposições da vida real, ou contratos efectuados no SL, mas com problemas das interacções entre avatars?
Desculpe, mas ainda não atribui à mieke a personalidade da Mónica. Se um avatar a empurrar no SL (coisa que detesto) não vou pedir contas ao utilizador que o comanda... Claro que isto é simplificar os problemas que podem surgir no SL (há problemas graves, como colocarem um sandbox na ilha, etc.), mas é esta "vertente" do Center, esse tipo de mediação - se for assim - que ainda não me convence.
Isso e os casamentos no SL :S...


De csantos a 29 de Julho de 2007 às 15:07
Alguns exemplos que me parecem fazer sentido:
- comprar uma casa e verificar que algumas funcionalidades previstas não funcionam,
- alugar um terreno e por algum tipo de conflito com o respectivo dono perder-se o acesso ao mesmo e a todo os conteúdos que entretanto tínhamos colocado nesse espaço,
- comprar um vestido supostamente flexível mas que afinal não funcionam como anunciado,
- ...


De mónica a 30 de Julho de 2007 às 16:22
Não quero monopolizar a discussão, mas encontrei num blog as questões que eu própria coloco acerca do Center (
http://blog.felisberto.net/2007/07/27/e-justice-center-mediar-conflitos-entre-avatares-no-second-life/), entre as quais destaco as seguintes:
"Se a “outra parte” não aceitar, o que acontece? É como se não tivesse havido um pedido ao centro ou fica registado que o “outro” avatar não aceitou resolver a questão via e-justice center?" e "E se não aceitar? Fica tudo na mesma? Ou o avatar que não aceitou vê o seu nome na lista dos processos? E com que direito o centro poderá fazer isso?"

É nisto que tenho reservas, ou dúvidas (não críticas). Enquanto avatar, sou obrigada a respoder a uma intimação feita por outro avatar? Caso não responda, apenas passo a fazer parte da lista negra do Center? Uma vez que não me poderão bloquear, ou que se o fizerem posso sempre abrir nova conta, com novo nome...
Como "plataforma" de treino, penso eu, fará todo o sentido. Como mediador entre utilizadores, uma espécie de terceira opinião, também. Mais que isto - tentar aplicar a justiça do real no mundo virtual - já me parece um pouco estranho.


Comentar post

mais sobre mim
tags

todas as tags

links
subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post