a versão 2 do naPraia... o original começou em http://napraia.blogs.ca.ua.pt
pesquisar neste blog
posts recentes

E com este são 10.000 posts :)

SAPO Campus: uma experiência em desenvolvimento (resumo)

Quem é que na UA conhece o Sapo Campus UA?

"Where we go from here?"

Sapo Campus Escolas: Apresentação de conceito

Videojogos em LabMM 3/NTC/UA

Avaliação: 150 itens por aluno?

E se publicar um post significar alguma coisa para alguém?

Aveiro By Water video

Facebook: like + dislike = ?

arquivos

Fevereiro 2013

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Quinta-feira, 8 de Janeiro de 2009
TED Talks - Sir Ken Robinson - Escolas matam a criatividade?
Uma apresentação extraordinária sobre educação, criatividade e o nosso futuro.

Pode parecer demasiado "gastarem" 20 minutos do vosso tempo para se deixarem levar nesta viagem oferecida pelo Ken Robinson mas experimentem que não se vão arrepender! Se se arrependerem podem utilizar a caixa de comentários para reclamar ;)

Obrigado ao João Lima por me ter levado a "gastar" os meus 20 minutos.

[youtube]yFi1mKnvs2w[/youtube]

[youtube]0pn_oTIwy4g[/youtube]
tags:

publicado por carlossantos às 12:00

7

De João Lima a 8 de Janeiro de 2009 às 12:23
Olá!

Achei excelente a ideia: William Shakespeare devia ter estado numa aula de um professor de inglês :) Divinal a ideia de "não fales nessa maneira estranha" ! Muitas vezes não pensamos no que podemos estar a condicionar ao limitar a imaginação. Mas também não podemos correr o risco de libertar completamente as regras. Há uma regra da República que é fundamental numa fase inicial: Saber Ler, Escrever e Contar. São bases para muitos sucessos.

Em Portugal, com 26/30 alunos por turma, quantos não passam por muito do que é falado nesta apresentação...

Até breve,
João Lima


De Bruno Abrantes a 8 de Janeiro de 2009 às 12:51
Já tinha visto esta apresentação há algum tempo, e garanto que foram 20 minutos bastante bem desperdiçados! E sim, a ideia de "enfiar" William Shakespeare numa típica aula de Inglês (ainda por cima se fosse cá em Portugal!) abriu-me de certa forma os olhos para o estado da Educação...
De qualquer das maneiras, para quem se interesse por isto da Educação (e para todos os estudantes) é um vídeo obrigatório!


De João Torres a 8 de Janeiro de 2009 às 23:53
Não conhecia. Gostei muito.

Obrigado pela partilha!
João


De Pedro Freire a 6 de Março de 2009 às 17:16
Muito interessante e divertido! Não deixa de me fascinar o número crescente de pessoas a "bater nesta tecla", apesar da resistência do sistema e de alguns "anti-eduqueses" (curiosamente professores universitários ;-)


De Álvaro Cidrais a 9 de Março de 2009 às 19:43
Não é só na escola que se bloqueia a criatividade!

Na família, nas empresas e nos demais contextos sociais portugueses, ser diferente, ser criativo, empreendedor e assumir o risco é algo que assusta. Ser inteligente...e diferente, é, muitas vezes, estranho.

Além disso, felizmente, fui fraco a matemática e português e fanhoso noutras disciplinas. Errei muito e errarei ainda mais! Talvez assim me mantenha a aprender toda a vida com criatividade - essa coisa tão especial como respirar e amar! Talvez por isso saiba o que é ajudar a aprender e a construir competências e felicidade. Talvez por isso ame a profissão de docente. Talvez por isso adore fazer com que os «alunos» descubram o diamante que é cada um deles!

Por isso, reconheço a importância de todos esses saberes académicos, mas, mais do que isso, o do prazer de usar o corpo no desporto, na música, no sexo, etc., e a importância que as competências de aprendizagem têm para cada um, a força das competências empreendedoras e o poder da auto-estima. Tudo isto é mais importante que a matemática e que o português! Por muito que alguns não queiram!


De Carlota Lopes a 24 de Abril de 2009 às 10:36
Absolutamente extraordinária esta apresentação.Obrigada por estes 20 mn.
Carlota


De Danubia Rocha a 10 de Junho de 2010 às 05:13
Muito interessante este vídeo e os dizeres do Sir Robinson, pois devemos respeitar aptidões e tendências que cada indivíduo traz consigo.Esta educação enlatada está com seus dias contados.Algo importante a acrescentar é a valorização e o diagnóstico das inteligências multiplas.
Tenho esperança. Ainda há tempo para mudar nossas condutas e olhar em outra direção.

Abraço

Danubia Rocha BH/MG BRASIL


Comentar post

mais sobre mim
tags

todas as tags

links
subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post