a versão 2 do naPraia... o original começou em http://napraia.blogs.ca.ua.pt
pesquisar neste blog
posts recentes

E com este são 10.000 posts :)

SAPO Campus: uma experiência em desenvolvimento (resumo)

Quem é que na UA conhece o Sapo Campus UA?

"Where we go from here?"

Sapo Campus Escolas: Apresentação de conceito

Videojogos em LabMM 3/NTC/UA

Avaliação: 150 itens por aluno?

E se publicar um post significar alguma coisa para alguém?

Aveiro By Water video

Facebook: like + dislike = ?

arquivos

Fevereiro 2013

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Segunda-feira, 14 de Março de 2011
O email é que "ainda" está a dar!

No início deste mês lancei o questionário inicial do meu trabalho de doutoramento. Tal como previa, o trabalho de divulgação do questionário está a ser exigente. Conseguir os níveis de representatividade que pretendo não se previa ser uma tarefa simples mas, felizmente, essa meta já foi largamente ultrapassada. No momento em que escrevo este post tenho 548 respostas completas.

Este gráfico representa, por dia, o número de respostas completas desde o lançamento. O primeiro pico correspondeu ao dia do lançamento realizado através das redes sociais e uma mailing-list de pessoas mais próximas. O segundo pico, ao longo de 2 dias, foi o resultado de uma divulgação na newsletter da UA, à utilização de mais algumas mailing-list de unidades de investigação e uma nova investida nas redes sociais (páginas no Facebook: UA, Sapo Campus,...).

Depois o que realmente interessa. O dia de hoje!

Os SCIRP da UA enviaram logo no início do mês um pedido de divulgação interna para todas as secretarias da UA (departamentos, serviços, escolas,...). Pelo número de respostas por local de trabalho era fácil perceber que algo não tinha funcionado bem.

Esta manhã agarrei no telefone e liguei para todas as secretarias que não tinham confirmado a divulgação do questionário, ou seja, a esmagadora maioria. Rapidamente consegui que esse email fosse enviado para docentes, alunos, investigadores e funcionários não-docentes.

O resultado é demasiado óbvio. O email é que "ainda" está a dar! :)


tags: , , , ,

publicado por carlossantos às 22:05

5

De dgomes a 14 de Março de 2011 às 22:53
Não ha rede social que ultrapasse o email :)


De Leonel Morgado a 15 de Março de 2011 às 12:11
Conclusão refinada: o e-mail é o que ainda se está a dar... quando se telefona a pedir para lhe darem atenção!


De carlossantos a 15 de Março de 2011 às 16:04
Leonel, não telefonei às 200 pessoas que ontem responderam. Mas é verdade que sem telefonema o mail não tinha passado nos mecanismo de divulgação das secretarias. Mas é verdade que o telefone foi uma ferramenta essencial :)


De aspencer a 15 de Março de 2011 às 16:29
Carlos, aqui a questão pertinente parece-me que é apenas a perenidade do e-mail por oposição à fugacidade das redes sociais. Um post numa rede social tem uma janela temporal de atenção (cada vez mais) curta, enquanto o e-mail fica na caixa à espera de ser lido (e certamente sê-lo-á, mais tarde ou mais cedo).

Sem querer dissertar demasiado sobre isto (mas bolas, fez-me pensar), acho que um estudo rápido das horas a que navega a maior parte do grupo target nas redes - e publicação do conteúdo a essas horas - permitiria uma difusão ainda maior da mensagem. Isto porque a viralidade potencial das redes sociais não se pode comparar, calculo, à viralidade potencial de um e-mail.


De carlossantos a 15 de Março de 2011 às 17:16
Concordo Spencer.
Há alguns estudos relacionados com essa temática da publicação na Web. É interessante ver os dias e as horas que são utilizadas para publicação de posts nos blogs mais visitados. Quem o faz de uma forma profissional tem em consideração esses detalhes que podem fazer muita diferença.


Comentar post

mais sobre mim
tags

todas as tags

links
subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post