a versão 2 do naPraia... o original começou em http://napraia.blogs.ca.ua.pt
pesquisar neste blog
posts recentes

E com este são 10.000 posts :)

SAPO Campus: uma experiência em desenvolvimento (resumo)

Quem é que na UA conhece o Sapo Campus UA?

"Where we go from here?"

Sapo Campus Escolas: Apresentação de conceito

Videojogos em LabMM 3/NTC/UA

Avaliação: 150 itens por aluno?

E se publicar um post significar alguma coisa para alguém?

Aveiro By Water video

Facebook: like + dislike = ?

arquivos

Fevereiro 2013

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Junho 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Terça-feira, 9 de Maio de 2006
Learning Objects
Uma parte do programa da disciplina de TCEd aborda a questão da normalização de conteúdos pedagógicos. Nesta temática, e neste momento, é ainda quase obrigatório referir as normas SCORM e o(s) conceito(s) de Leaning Object (LO).

Não procuro esconder que a minha perspectiva relativamente a esta temática sempre foi muito crítica.
Os artigos mencionados de seguida apresentam também uma perspectiva crítica relativamente a esta temática e julgo serem merecedores de uma leitura atenta:

RIP-ping of Learning Objects

Learning Objects: RIP or 1.0? 
tags:

publicado por carlossantos às 10:35

1

De Humberto a 9 de Maio de 2006 às 12:21
Olá!

Dei uma espreitadela no primeiro link e achei a discussão bastante interessante. Pelo que percebi a discussão a volta dos LO's é um tanto ao quanto similar as discussão que verificamos sobre a globalização, isto é, tem aspectos positivos e negaftivos.

No blog do tal David ele defente com alguma pertinencia que os LO's pecam pela falta de contextualização. Diz ele que embarcar na filosofia do simplismo, isto é da facilidade de reutilização dos LO (basta importá-los num site gratuitamente e reutilizá-los) náo é o suficiente para os defender. Ele defende muito mais a contextualização dos materiais e até as questões pedagógicas.

Peo contrário o tal Roy contrapõe. Primeiro diz que concorda que o contexto é importante, mas diz que apenas esse facto não deve bastar para encomendar a morte dos LO's. Acrescenta que existem muitos LO's que náo precisam de grande contextualização para serem reutilizados.E dá o exemplo de uma liçáo sobre a utilização da alavanca no primeiro ano de Fisica.

Alguns dos outros comentários são também interessantes... há quem defenda que a forma muito complexa de elaboração dos LO's é um ponto negativo.

Pelos vistos existem vantagens e desvantagens na reutilização dos LO's. Acho que vale a pena uma Instituição de ensino investir na qualificação dos seus profissionais de forma ater uma equipa capaz de produzir com qualidade LO's e evitar estar sempre a import~´a-losMas é realmente uma vantagem poder importar LO's sobre temáticas universias e que ão precisam de contextuação específica, porque isso poupa muitos esforços de produção.


Comentar post

mais sobre mim
tags

todas as tags

links
subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSComentários do post